terça-feira, 26 de abril de 2011

Ilustração Científica

Ilustração Científica é a área das Artes Plásticas cuja finalidade é auxiliar o pesquisador a comunicar suas ideias e descobertas em forma de desenhos detalhados. Podem ser animais, vegetais, mas também podem ser modelos de experimentos e estruturas biológicas. A variedade de técnicas é ilimitada indo desde o mais simples desenho feito a lápis até sofisticados modelos animados com computação gráfica. As mais tradicionais são o grafite, o nanquim e a aquarela. 
226º Aniversário de John James Audubon
O Google mudou o Doodle nesta terça-feira em homenagem ao 226º aniversário do naturalista norte-americano, John James Audubon. Ele foi especialista e pioneiro na ilustração científica de aves, tendo sido The Birds of America o trabalho que lhe rendeu maior conhecimento e prestígio.

John James Audubon - clique aqui






segunda-feira, 25 de abril de 2011

Cidadania - Direitos e deveres individuais

O que são os direitos e deveres do cidadão? Antes de qualquer coisa, o que é ser um cidadão?
Cidadão é aquele que se identifica culturalmente como parte de um território, usufrui dos direitos e cumpre os deveres estabelecidos em lei. Ou seja, exercer a cidadania é ter consciência de suas obrigações e lutar para que o que é justo e correto seja colocado em prática.
Os direitos e deveres não podem andar separados. Afinal, só quando cumprimos com nossas obrigações permitimos que os outros exercitem seus direitos.

Deveres

- Votar para escolher nossos governantes.
- Cumprir as leis.
- Respeitar os direitos sociais de outras pessoas.
- Educar e proteger nossos semelhantes.
- Proteger a natureza.
- Proteger o patrimônio público e social do País.
- Colaborar com as autoridades.

Direitos

- Homens e mulheres são iguais em direitos e obrigações.
- Saúde, educação, moradia, segurança, lazer, vestuário, alimentação e transporte são direitos dos cidadãos.
- Ninguém é obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa senão em virtude de lei.
- Ninguém deve ser submetido à tortura nem a tratamento desumano ou degradante.
- A manifestação do pensamento é livre, sendo vedado o anonimato.
- A liberdade de consciência e de crença é inviolável, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto.
A Constituição de 1988 reserva cinco capítulos aos direitos fundamentais do cidadão, com várias categorias sobre os direitos individuais e coletivos.
Existem leis importantes que não podem deixar de ser conhecidas como o Estatuto da Criança e do Adolescente, o Estatuto do Idoso.
Quer saber mais sobre seus Direitos e Deveres? Visite o site oficial da presidência e leia o texto da Constituição.
Para saber mais:

domingo, 17 de abril de 2011

Desenvolvimento Sustentável

Desenvolvimento sustentável é desenvolvimento econômico e material que leve em conta as consequências das atividades humanas sobre o ambiente e se utilize dos recursos naturais que possam ser renovados, para que não haja degradação do ambiente ou esgotamento desses recursos. Para que uma sociedade se desenvolva de modo sustentável, ela deve praticar atitudes que atendam não apenas às suas necessidades mas também das gerações futuras.
A Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, criada pelas Nações Unidas para discutir e propor meios de harmonizar dois objetivos: o desenvolvimento econômico e a conservação ambiental. Define Desenvolvimento Sustentável como o desenvolvimento capaz de suprir as necessidades da geração atual, sem comprometer a capacidade de atender as necessidades das futuras gerações. É o desenvolvimento que não esgota os recursos para o futuro.
Os desafios para estabelecer o desenvolvimento sustentável da sociedade humana estão relacionados, entre outros fatores, a qualidade do ar (poluição, chuva ácida, destruição da camada de ozônio, aquecimento global, alterações climáticas), qualidade da água (quantidade insuficiente de água, descarte inadequado das águas servidas, poluição dos mananciais, propagação de doenças transmitidas pela água, falta de acesso à água tratada), obtenção de alimento (extração de recursos animais e vegetais acima da capacidade natural de renovação,     perda de fertilidade do solo), fome, desnutrição, desperdício de alimentos), seres vivos e biodiversidade (caça e pesca predatórias, desmatamento, introdução de espécies estranhas aos ambientes, destruição ou alteração de habitats, extinção de espécies),  produção de bens e geração de energia (exploração de recursos renováveis em velocidade maior do que a capacidade natural de renovação, intensa exploração de recursos que não são renovados naturalmente).







Fontes:
Livro: Ciências Naturais - Aprendendo com o Cotidiano - 8º Ano
Eduardo Leite do Canto
Editora Moderna - São Paulo - 3ª Edição - 2009 - Capítulo 15 - Desenvolvimento Sustentável



Que marcas você quer deixar no planeta? Calcule sua Pegada Ecológica.

terça-feira, 12 de abril de 2011

Yuri Gagárin - o primeiro homem no espaço

Yuri Alekseyevich Gagarin nasceu em 9 de março de 1934, em uma fazenda coletiva na Rússia. Morreu em 27 de março de 1968, também na Rússia. Em 12 de março de 1961 tornou-se o primeiro homem a viajar no espaço. Tinha 27 anos de idade.
A bordo da nave Vostok-1, lançada do cosmódromo de Baikonur, deu uma volta em torno da Terra a 315km de altitude. Uma missão com uma hora e quarenta e oito minutos de duração. Do espaço ele disse: "A Terra é azul".
A Vostok tinha um comprimento de 4,4 metros, diâmetro de 2,4 metros, e massa de 4.730kg. Era formada por dois módulos: a cápsula de reentrada  (onde ficou Gagarin)  e o módulo de equipamentos com instrumentos, antenas, tanques de oxigênio, etc. 
Gagarin era piloto militar graduado. Havia servido em porta-aviões da frota soviética. Foi selecionado entre 20 pilotos a missão Vostok. Foi escolhido pela sua habilidade como piloto, excelente desempenho nos treinamentos e o biotipo adequado para a missão. Tinha 1,58m de altura e pesava 69kg. Morreu emum acidente com um jato MIG-15, junto com o piloto Vladmir Seryogin.
Seu feito foi uma confirmação do pioneirismo da URSS (União das Repúblicas Socialistas Soviéticas) na Astronáutica. Haviam lançado, em 1957, o Sputnik, primeiro satélite artificial; também em 1957, haviam colocado em órbita o primeiro ser vivo, Laika, uma cadela.
Em agosto de 1961, Gagarin esteve no Brasil e foi condecorado com a Ordem do Cruzeiro do Sul pelo então presidente Dr. Jânio Quadros.
Hoje, 12 de março de 2011, faz 50 anos que Gagarin conquistou o espaço. A URSS foi extinta. A Lua foi conquistada. Marte está na mira das potências. Quem pisará lá primeiro?
Astronáutica é o ramo da ciência e da tecnologia que se ocupa de máquinas projetadas para operarem fora da atmosfera terrestre, sejam elas tripuladas ou não-tripuladas. É a ciência e a tecnologia do vôo espacial. (pt.wikipedia.org/wiki/Astronáutica)
A Astronáutica ou Cosmonáutica surgiu entre o final do século XIX e o início do século XX. Estuda os aspectos da locomoção no espaço, o que inclui as tecnologias que envolvem a construção dos foguetes, o cálculo da órbita dos satélites e das trajetórias das sondas espaciais, os meios de transmissão e recepção de sinais entre a Terra e as naves, as técnicas de pouso em outros corpos celestes, etc.
O Google Doodle homenageia o grande pioneiro Yuri Gagarin:



Fonte:
- A Conquista do Espaço - do Sputnik à Missão Centenário
Agência Espacial Brasileira
Editora Livraria da Física - São Paulo - SP



domingo, 10 de abril de 2011

Os botijões de GLP

Há algumas situações práticas em que o líquido e o vapor de uma substância coexistem num recinto fechado. É lógico que, nessas condições, o vapor estará sempre exercendo a pressão máxima de vapor. 
Um caso bem conhecido é o dos botijões de "gás" liquefeito de petróleo (GLP), muito utilizado nas cozinhas.
O "gás" (na verdade, vapor) se encontra no estado líquido, em equilíbrio com o vapor, que está exercendo pressão máxima de vapor. Quando se abre a válvula, escapa vapor (que será queimado), o que tende a fazer baixar a pressão. Para que o equilíbrio se mantenha, uma parte do líquido se vaporiza, de modo que a pressão reinante não se modifica, continuando o vapor a exercer pressão máxima de vapor. O processo vai se repetindo continuamente, até que se esgote o líquido.
Os isqueiros descartaveis baseiam-se no mesmo princípio.
Fonte:
Física - Ciência e Tecnologia
Volume 2
Paulo César M. Penteado e Carlos Magno A. Torres
Editora Moderna

Cruz e Souza - o simbolismo

João da Cruz e Souza, natural de Florianópolis, Santa Catarina, nasceu em 1861 e morreu em 1898, aos 36 anos, vítima de tuberculose. Filho de escravos alforriados, sofreu perseguições raciais. Aos 32 anos, casou-se com Gavita Gonçalves, com quem teve quatro filhos. Todos morreram de tuberculose. Sua mulher enlouqueceu e até sua morte viveu entre crises e internações em hospícios.
Cruz e Souza introduziu no Brasil o simbolismo. É considerado um mestre do simbolismo no Brasil e no mundo. Sua obra é diversa, criativa e rica. Tem influências do romantismo e do classicismo. É noturna, pessimista e formal, com vocábulos refinados, métricas perfeitas. Veja um exemplo da poesia desse mestre da literatura.

 Para as Estrelas de cristais gelados 
As ânsias e os desejos vão subindo,
Galgando azuis e siderais noivados
De nuvens brancas a amplidão vestindo...


Num cortejo de cânticos alados
Os arcanjos, as cítaras ferindo,
Passam, das vestes nos troféus prateados,
As asas de ouro finamente abrindo...

Dos etéreos turíbulos de neve
Claro incenso aromal, límpido e leve,
Ondas nevoentas de Visões levanta...

E as ânsias e os desejos infinitos
Vão com os arcanjos formulando ritos
Da Eternidade que nos Astros canta...

Material de Estudo para o Vestibular

PASES-UFV:
Todas as edições anteriores com gabarito - Site oficial
http://www.copeve.ufv.br/antigo/?area=pases2004
http://www.copeve.ufv.br/antigo/?area=pases2005
http://www.copeve.ufv.br/antigo/?area=pases2006
http://www.copeve.ufv.br/antigo/?area=pases2007
http://www.copeve.ufv.br/antigo/?area=pases2008
http://www.copeve.ufv.br/antigo/?area=pases2009
http://www.copeve.ufv.br/antigo/?area=pases2010

PISM-UFJF:
http://www.vestibular.ufjf.br/manual2011/

VESTIBULAR
http://www.vestibulandoweb.com.br/

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Símbolos e Hinos do Brasil

Os símbolos e hinos são manifestações gráficas e musicais, de importante valor histórico, criadas para transmitir o sentimento de união nacional e mostrar a soberania do país. Segundo a Constituição, os quatro símbolos oficiais da República Federativa do Brasil, são a Bandeira Nacional, o Hino Nacional, o Brasão da República e o Selo Nacional.
A Bandeira Nacional, adotada pelo decreto nº 4 de 19/11/1889, com as modificações da lei nº 5443 de 28/05/1968, fica alterada na forma do Anexo I desta lei, devendo ser atualizada sempre que ocorrer a criação ou a extinção de estados.
As constelações que figuram na Bandeira Nacional correspondem ao aspecto do céu, na cidade do Rio de Janeiro, às 8h30min do dia 15/11/1889 e devem ser consideradas como vistas por um observador fora da esfera celeste.





Letras dos principais hinos nacionais:
Hino Nacional Brasileiro
Ouviram do Ipiranga as margens plácidas 
De um povo heróico o brado retumbante, 
E o sol da liberdade, em raios fúlgidos, 
Brilhou no céu da pátria nesse instante. 
Se o penhor dessa igualdade 
Conseguimos conquistar com braço forte, 
Em teu seio, ó liberdade, 
Desafia o nosso peito a própria morte! 
Ó pátria amada, 
Idolatrada, 
Salve! Salve! 
Brasil, um sonho intenso, um raio vívido 
De amor e de esperança à terra desce, 
Se em teu formoso céu, risonho e límpido, 
A imagem do cruzeiro resplandece. 
Gigante pela própria natureza, 
És belo, és forte, impávido colosso, 
E o teu futuro espelha essa grandeza. 
Terra adorada, 
Entre outras mil, 
És tu, Brasil, 
Ó pátria amada! 
Dos filhos deste solo és mãe gentil, 
Pátria amada, 
Brasil! 
II 
Deitado eternamente em berço esplêndido, 
Ao som do mar e à luz do céu profundo, 
Fulguras, ó Brasil, florão da América, 
Iluminado ao sol do novo mundo! 
Do que a terra mais garrida 
Teus risonhos, lindos campos têm mais flores;
"Nossos bosques têm mais vida", 
"Nossa vida" no teu seio "mais amores". 
Ó pátria amada, 
Idolatrada, 
Salve! Salve! 
Brasil, de amor eterno seja símbolo 
O lábaro que ostentas estrelado, 
E diga o verde-louro dessa flâmula 
- Paz no futuro e glória no passado. 
Mas, se ergues da justiça a clava forte, 
Verás que um filho teu não foge à luta, 
Nem teme, quem te adora, a própria morte. 
Terra adorada 
Entre outras mil, 
És tu, Brasil, 
Ó pátria amada! 
Dos filhos deste solo és mãe gentil, 
Pátria amada, 
Brasil! 

Hino da Independência

Já podeis, da Pátria filhos, 
Ver contente a mãe gentil; 
Já raiou a liberdade 
No horizonte do Brasil. 
Brava gente brasileira! 
Longe vá... temor servil: 
Ou ficar a pátria livre 
Ou morrer pelo Brasil. 
Os grilhões que nos forjava 
Da perfídia astuto ardil... 
Houve mão mais poderosa: 
Zombou deles o Brasil. 
Brava gente brasileira! 
Longe vá... temor servil: 
Ou ficar a pátria livre 
Ou morrer pelo Brasil. 
Não temais ímpias falanges, 
Que apresentam face hostil; 
Vossos peitos, vossos braços
São muralhas do Brasil. 
Brava gente brasileira! 
Longe vá... temor servil: 
Ou ficar a pátria livre 
Ou morrer pelo Brasil. 
Parabéns, ó brasileiro, 
Já, com garbo varonil, 
Do universo entre as nações
Resplandece a do Brasil. 
Brava gente brasileira! 
Longe vá... temor servil: 
Ou ficar a pátria livre 
Ou morrer pelo Brasil. 

Hino da Proclamação da República

Seja um pálio de luz desdobrado, 
Sob a larga amplidão destes céus. 
Este canto rebel, que o passado 
Vem remir dos mais torpes labéus! 
Seja um hino de glória que fale 
De esperanças de um novo porvir! 
Com visões de triunfos embale 
Quem por ele lutando surgir! 
Liberdade! Liberdade! 
Abre as asas sobre nós, 
Das lutas na tempestade 
Dá que ouçamos tua voz 
Nós nem cremos que escravos outrora
Tenha havido em tão nobre País... 
Hoje o rubro lampejo da aurora 
Acha irmãos, não tiranos hostis. 
Somos todos iguais! Ao futuro 
Saberemos, unidos, levar 
Nosso augusto estandarte que, puro, 
Brilha, ovante, da Pátria no altar ! 
Liberdade! Liberdade! 
Abre as asas sobre nós, 
Das lutas na tempestade 
Dá que ouçamos tua voz 
Se é mister que de peitos valentes 
Haja sangue em nosso pendão, 
Sangue vivo do herói Tiradentes 
Batizou neste audaz pavilhão! 
Mensageiro de paz, paz queremos, 
É de amor nossa força e poder, 
Mas da guerra, nos transes supremos 
Heis de ver-nos lutar e vencer! 
Liberdade! Liberdade! 
Abre as asas sobre nós, 
Das lutas na tempestade 
Dá que ouçamos tua voz 
Do Ipiranga é preciso que o brado 
Seja um grito soberbo de fé! 
O Brasil já surgiu libertado, 
Sobre as púrpuras régias de pé. 
Eia, pois, brasileiros avante! 
Verdes louros colhamos louçãos! 
Seja o nosso País triunfante, 
Livre terra de livres irmãos! 
Liberdade! Liberdade! 
Abre as asas sobre nós! 
Das lutas na tempestade 
Dá que ouçamos tua voz! 

Para baixar os hinos no formato MP3:




domingo, 3 de abril de 2011

Principais Leis Estaduais úteis ao cidadão

Constituição Estadual de Minas Gerais: Texto integral da Constituição Estadual de 1989, atualizado de acordo com as Emendas à Constituição e com as Ações Diretas de Inconstitucionalidade.

Estatuto do Servidor: Esta lei regula as condições do provimento dos cargos públicos, os direitos e as vantagens, os deveres e as responsabilidades dos funcionários civis do Estado.

Código de Saúde: Esta Lei contém o Código de Saúde do Estado de Minas Gerais, que estabelece normas para a promoção e a proteção da saúde no Estado e define a competência do Estado no que se refere ao Sistema Único de Saúde - SUS.
http://www.almg.gov.br/downloads/codigoSaude.pdf
Fonte: Cartilha Orientar Ouro Preto-MG 1ª Edição 2010 pag. 21

sábado, 2 de abril de 2011

A Arte de Célio Wander - Ervália - MG

Pintura em telhas.



contato: 32 35541314


Principais Leis Federais úteis ao cidadão

Brastra.gif (4376 bytes)
Constituição Federal de 1988: A Constituição da República Federativa do Brasil de 1988 é a lei fundamental e suprema do Brasil, servindo de parâmetro de validade a todas as demais espécies normativas, situando-se no topo do Ordenamento Jurídico.
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituicao.htm


Código Civil: Define as normas relacionadas à vida e atos do cidadão em geral. Regulamenta o direito das pessoas, o direito da família, os contratos, os direitos hereditários, direitos das empresas, etc.
www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/2002/l10406.htm


Código Penal: É a norma federal que define as tipificações (conceitos) e sanções (penas) dos crimes cometidos por pessoas.
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Decreto-lei/del2848.htm


Código Eleitoral: Este código contém normas destinadas a assegurar a organização e o exercício de direitos políticos, principalmente os de votar e ser votado.
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/l4737.htm


Código de Trânsito Brasileiro: O Código de Trânsito Brasileiro é uma lei que define atribuições das diversas autoridades e órgãos ligados ao trânsito, fornece diretrizes para a Engenharia de Tráfego e estabelece normas de conduta, infrações e penalidades para os diversos usuários desse complexo sistema.
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9503.htm

Fonte: Cartilha Orientar Ouro Preto-MG 1ª Edição 2010 pag. 21


Sapo no Saco

E era o sapo dentro do saco E o saco com sapo dentro E o sapo fazendo papo E o papo fazendo vento E era o sapo dentro do saco E o saco ...